Bibliografia Secundária em Português

19/05/2018 20:31

ARAGÃO, Lúcia Maria de Carvalho. Razão comunicativa e teoria social crítica em Jürgen Habermas. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1992.

____. Habermas: Filósofo e Sociólogo do nosso tempo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2002.

ARANTES, Otília B. e ARANTES, Paulo E. Um ponto cego no projeto moderno de Jürgen Habermas. São Paulo, Brasiliense, 1992.

ARAÚJO, L. B. L. Religião e Modernidade em Habermas. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

____. Moral, Direito e Política: Sobre a Teoria do Discurso de Habermas. In: AGUIAR, O. A.; ANDRADE, L. F. N. de; OLIVEIRA, M. A. de.; SAHD, S. (Orgs). Filosofia Política Contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2003.

ASSOUN, Paul-Laurent. A escola de Frankfurt. Tradução de Helena Cardoso. São Paulo: Ática, 1991.

AVRITZER, Leonardo. A moralidade da democracia: ensaios em teoria habermasiana e teoria democrática. São Paulo: Perspectiva; UFMG, 1996.

BARBOSA, Ricardo C. Dialética da reconciliação: estudo sobre Habermas e Adorno. Rio de Janeiro: UAPÊ, 1996.

BOHMAN, James & REHG, William. Jürgen Habermas. In: ZALTA, Edward N. (ed.). The Stanford Encyclopedia of Philosophy. <https://plato.stanford.edu/entries/habermas/> Acessado em: 14/10/2015.

BOUFLEUER, José P. Pedagogia da ação comunicativa: uma leitura de Habermas. 2 ed. Ijuí: Editora Unijuí, 1998.

BORRADORI, Giovanna. Filosofia em tempo de terror: diálogos com Jürgen Habermas e Jacques Derridad. Trad. Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

BRONNER, Stephen Eric. Teoria crítica e seus teóricos. Tradução de: Tomas R. Bueno e Cristina Meneguelo. Campinas: Papirus, 1997.

CATTONI DE OLIVEIRA, M. A. Coesão interna entre Estado de Direito e Democracia na Teoria Discursiva do Direito de Jürgen Habermas. In: M. A. CATTONI DE OLIVEIRA (coord.). Jurisdição e hermenêutica constitucional: no Estado Democrático de Direito. Belo Horizonte: Mandamentos, 2004, p. 171-188.

CHAMON JÚNIOR, L. A. Filosofi a do Direito na alta modernidade: incursões teóricas em Kelsen, Luhmann e Habermas. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2005.

CRUZ, Á. R. de S. Habermas e o Direito Brasileiro. 2.ed. Rio de Janeiro: Lúmen Júris Editora, 2008.

DUTRA, D. J. V. Razão e consenso: a teoria discursiva da verdade, da moral, do direito e da biotecnologia. Florianópolis: Editora da UFSC, 2005.

____. Razão e consenso: uma introdução ao pensamento de Habermas. Pelotas: Ed.UFPel, 1993.

DUTRA, Delamar V.; PINZANI, A. Habermas em Discussão. Ed. UFSC, 2005.

DUPEYRIX, Alexandre. Compreender Habermas. Tradução de Edson Bini. São Paulo: Edições Loyola, 2012.

FARIAS. F. B. de. A Globalização e o Estado Cosmopolita: As antinomias de Jürgen Habermas. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

FREITAG, Barbara. A teoria crítica: ontem e hoje. São Paulo: Brasiliense, 1986.

____. Dialogando com Habermas. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2005.

FREITAG, B; ROUANET, S. P. Habermas. São Paulo: Editora Ática, 1990.

GALUPPO, M. C. Igualdade e diferença: Estado democrático de direito a partir do pensamento de Habermas. Belo Horizonte: Mandamentos, 2002.

GUESS, Raymond. Teoria crítica: Habermas e a Escola de Frankfurt. Campinas: Papirus, 1988.

HERRERO, J. Ética do Discurso. In: OLIVEIRA, M. A. (org.), Correntes fundamentais da ética contemporânea. Petrópolis, Vozes, 2000, p. 163-192.

HERRERO, F. J.; NIQUET, M. (Orgs.). Ética do discurso. Novos desenvolvimentos e aplicações. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

INGRAM, David. Habermas e a dialética da razão. 2 ed. Tradução de Sérgio Bath. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1994.

LUBENOW, J. A. A despolitização da esfera pública em Habermas. In: GARCIA. Linguagem, Intersubjetividade e Ação. Ed. Unijuí, 2003. p. 273-284.

MOREIRA, L. Fundamentação do direito em Habermas. Belo Horizonte: Mandamentos/Fortlivros, 1999.

MORGADO, Isabel Salema. Uma ética para a política: a teoria da acção comunicativa e a questão da legitimação ético-política nas sociedades contemporâneas. Lisboa: Instituto Piaget, 2004.

MÜHL, Eldon H. Habermas e a educação: ação pedagógica como agir comunicativo. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2003.

NOBRE, M.; TERRA, R. (orgs.). Direito e Democracia – Um Guia de Leitura. São Paulo: Malheiros, 2008. (Col. Teoria e Direito Público)

NOBRE, M. A Teoria Crítica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.

____. Habermas e a Teoria Crítica da Sociedade: sobre o sentido da introdução da categoria do direito no quadro da teoria da ação comunicativa. In: OLIVEIRA; SOUZA. Justiça e Política: homenagem a Otfried Höffe. Edipucrs, 2003, p. 373-392.

NOBRE, M. (org.). Curso Livre de Teoria Crítica. Campinas: Papirus, 2008.

NEVES, Marcelo. “Do consenso ao dissenso: o Estado Democrático de Direito a partir e além de Habermas”. In SOUSA, J. Democracia hoje: novos desafios para a teoria democrática contemporânea. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2001.

____. Entre Têmis e Leviatã: uma relação difícil: o Estado Democrático de Direito a partir e para além de Luhmann e Habermas. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

OLIVEIRA, M. A.; AGUIAR, O. A.; SILVA SAHD, L. F. N. A. Filosofia política contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2003.

OLIVEIRA, M.A. Reviravolta lingüístico-pragmática na filosofia contemporânea. São Paulo: Loyola, 1996.

OLIVEIRA, M. A. de; MOREIRA, L. Com Habermas, Contra Habermas: direito, discurso e democracia. São Paulo: Landy Editora, 2004.

PINTO, F. Cabral. Leituras de Habermas: modernidade e emancipação. Coimbra: Fora do Texto, 1992.

PIZZI, Jovino. Ética do discurso: a racionalidade ético-comunicativa. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1994.

____. O conteúdo moral do agir comunicativo. São Leopoldo: Editora UNISINOS, 2005.

PUCCI, Bruno (Org.) et al. Teoria crítica e educação. Petrópolis: Vozes, 1995.

RAUBER, Jaime José. O problema da universalização em ética. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999.

REPOLÊS, M. F. S. Habermas e a desobediência civil. Belo Horizonte: Mandamentos, 2003.

ROCHLITZ, R. Habermas: o uso público da razão. Rio de Janeiro: tempo Brasileiro, 2005.

SCHALLER, Klaus; SCHAFER, Karl-Hermann. Ciência educadora crítica e didática comunicativa. Tradução de: Morgit Martinic. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1982.

SIEBEICHELER, Flávio Beno. Jürgen Habermas: a razão comunicativa e emancipação. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

SILVA, F. G. Solidariedade entre publico e privado. In: NOBRE, M.; TERRA, R. (Org.) Direito e democracia – um guia de leitura. São Paulo: Malheiros, 2008.

SOUZA, Jessé. A singularidade Ocidental como aprendizado reflexivo: Jürgen Habermas e o conceito de esfera pública. In: SOUZA, Jessé. A modernidade seletiva. Brasília: Ed. UnB, 2000. p. 59-93.

SOUZA, J. C. de. (org). Filosofia, Racionalidade, Democracia: os debates Rorty e Habermas. São Paulo: Editora Unesp, 2005.

SLATER, Phil. Origem e significado da escola de Frankfurt: uma perspectiva marxista. Tradução de Alberto Oliva. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

STIELTJES, Claudio. Jürgen Habermas: a desconstrução de uma teoria. São Paulo: Germinal, 2001.

TUGENDHAT, Ernest. Lições sobre ética. Tradução do grupo de doutorandos do curso de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Petrópolis: Vozes, 1996.

VELASCO, M. Ética do discurso: Apel ou Habermas? Rio de Janeiro: FAPERJ; Mauad, 2001.

VOLPATO DUTRA, Delamar J. Kant e Habermas: a reformulação discursiva da moral kantiana. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002.

____. Razão e consenso em Habermas: a teoria discursiva da verdade, da moral, do direito e da biotecnologia. Florianópolis: Editora da UFSC, 2005.

WERLE, D. L. e MELO, R. S. (orgs.). Democracia Deliberativa. São Paulo: Editora Singular, 2007.

WERLE, D. Justiça e Democracia: ensaios sobre John Rawls e Jürgen Habermas. São Paulo: Editora Singular, 2008.

WIGGERSHAUS, Rolf. A escola de Frankfurt: história, desenvolvimento teórico, significação política. Tradução de Lilyane Deroche-Gurgel, Vera de A. Harvey. Rio de Janeiro: DIFEL, 2002.

ZOLTÁN, Tar. A Escola de Franco-Forte. Tradução de: Ana Rabaça. Lisboa: Edições 70, s.d.

 

 

Jürgen HabermasBibliografia sobre Jürgen Habermas → Bibliografia Secundária em Português