Câmara, Senado e TCU assinam acordo para criar Rede Legislativa Sustentável

06/11/2018 10:54

Durante o primeiro Seminário Nacional de Sustentabilidade do Legislativo, realizado nesta terça-feira (6), Câmara dos Deputados, Senado Federal e Tribunal de Contas da União (TCU) assinaram um acordo de criação da Rede Legislativa Sustentável que vai disponibilizar as experiências de sucesso na área ambiental para as assembleias estaduais e câmaras municipais.

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
1º Seminário Nacional de Sustentabilidade no Legislativo
Câmara, Senado e TCU apresentaram resultados de dois anos de trabalho em busca de solulções para a redução do impacto ambiental
 

Os primeiros resultados foram apresentados depois de dois anos de trabalho. Os três órgãos se encontram regularmente desde 2017 para discutir e apresentar soluções para a redução do impacto ambiental causado pelo seu funcionamento.

O coordenador do núcleo socioambiental do TCU, Benjamin Lima Júnior, destacou que o Tribunal está implementando painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica, o que deve gerar uma economia de R$ 20 milhões nos próximos 20 anos. A produção de energia solar vai representar a diminuição de 18% na conta de luz.

Outra iniciativa adotada pelo TCU foi a instalação de esgoto a vácuo, gerando uma economia de 36% no gasto de água.

Já a diretora de Inovação e Tecnologia da Informação da Câmara, Patrícia Rego, destacou que a Casa está implantando uma política de impressão sustentável, com a redução no número de impressoras e de impressões. Ela destacou que somente neste ano seis milhões de páginas deixaram de ser impressas e 312 impressoras foram retiradas de uso, representando uma economia de R$ 800 mil.

O diretor do Comitê de Gestão Ambiental da Câmara dos Deputados (EcoCâmara), Luiz Vicente, destacou a importância da interação de todos os setores ligados à sustentabilidade na criação de novas tecnologias que permitam um melhor aproveitamento dos recursos naturais dentro das instituições públicas.

"A gente tem que mencionar que nós estamos aqui hoje porque muitas pessoas abriram mão de posições pessoais, mas compreenderam que poderíamos ter uma coisa maior e quando a gente tem essa compreensão todo mundo ganha", disse Luiz Vicente.

 

via Agência Câmara de Notícias