O Nascimento da Justiça

18/01/2018 12:19

            Depois de longos milênios nas trevas da Vingança (filha da Ignorância com o Ódio) eis que, numa belíssima manhã ensolarada, nasce a Justiça  (fruto da união entre a Sabedoria e o Amor).

            Suas amigas inseparáveis, desde a infância, são a Verdade e a Coragem.

            As maiores professoras a Temperança e a Persistência.

            Seu público predileto os fracos e oprimidos.

            Seus grandes desafios são conseguir penetrar nos lugares onde o seu acesso é proibido e manter-se íntegra onde a querem corromper.

            Contudo, não há o que temer, pois nunca irá morrer e aos poucos vencer.

 

Ciência Política / Espíritualidade e Política → Crônicas Sociais → O Nascimento da Justiça