Palavras de Caridade

27/04/2022 18:58

         Amigo leitor, quando jovem, saí do Rio de Janeiro e fui visitar minha tia Auta de Souza em Juiz de Fora, MG. Passei um fim de semana com ela e outras duas primas, Gessy e Conceição, muito bonitas, que moravam com a mãe em lar modesto, mas acolhedor, no centro da cidade. Todos os dias, na hora do almoço, levavam alimento para moradores de rua que já estavam habituados a receber esse auxílio. Também frequentavam um dos centros espíritas da cidade. Ali, participavam das atividades beneficentes da entidade, como a da distribuição de sopa e mensagens encorajadoras às famílias em "vulnerabilidade social", como hoje são chamadas oficialmente as pessoas pobres.

          Ao me despedir da tia e primas, que me acolheram amorosamente nos dias em que estive com elas, ganhei o livro intitulado Coragem, com mensagens de diversos espíritos, psicografadas por Chico Xavier. A obra foi publicada pela Editora Comunhão Espírita Cristã (Edição CEC). Na folha de rosto, abaixo do título, em letras redondas e belas, está a seguinte dedicatória:

"Jorge,

Para que você lembre sempre de sua visita a Juiz de Fora, carinhosamente oferecemos este livro.

Tia Auta, Gessy e Conceição.

Juiz de Fora, 28/01/75."

          Em homenagem ao trio inesquecível, que me acolheu com tanto amor, como o faziam aos pobres da cidade, dedico este belo soneto do espírito Auta de Souza, homônimo de minha tia inesquecível:

PALAVRAS DE CARIDADE

 

O apoio... A simpatia... Uma oração apenas,

Carregada de fé na Bondade Divina...

A bênção do sorriso... A página que ensina

A vencer o amargor das lágrimas terrenas...

 

O minuto de paz... O auxílio que armazenas,

Na supressão do mal, ao trabalho em surdina...

O bilhete fraterno... Uma flor pequenina...

O socorro... A brandura... As palavras serenas...

 

A esmola... A roupa usada... O copo de água fria...

O pão... O entendimento... Um raio de alegria...

Um fio de esperança... A atitude sincera...

 

Da migalha mais pobre à dádiva mais rica,

Tudo aquilo que dás a vida multiplica

Nos tesouros de amor da glória que te espera!...

 

AUTA DE SOUZA (Espírito). In: Poetas Redivivos. Psicografado por Chico Xavier. 4. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2007, cap. 35.

 

          São essas pequenas coisas, esses gestos de bondade que nos marcam por toda a vida. Tia Auta já desencarnou há algumas décadas, mas suas filhas, agora idosas, ainda se dedicam com amor aos trabalhos de assistência social em Juiz de Fora. Paz e luz à minha querida tia, cujo nome homenageia o Espírito Auta de Souza, assim como aos cinco filhos de tia Auta, educados sob as luzes do Espiritismo cristão, que tem como máxima a seguinte frase, anotada por Allan Kardec no capítulo 15 d'O Evangelho Segundo o Espiritismo: "Fora da caridade não há salvação." Caridade e humildade, esclarece-nos Allan Kardec, no item 3 desse capítulo, resumem toda a moral de Jesus.

 

 

Espiritualidade e PolíticaEspiritualidade → Crônicas Espíritas Palavras de Caridade