O Site

 

        A iniciativa de produzir este site se deu a partir da realização de um projeto de extensão intitulado  Cidadania Participativa . Com este projeto, procuramos acompanhar e divulgar as atividades parlamentares dos vereadores da Câmara Municipal de Parintins (CMP), cidade do interior do Estado do Amazonas, distante 369Km da capital Manaus. Acompanhamos a elaboração de projetos de leis, requerimentos, proposituras, audiências públicas e as atividades das comissões parlamentares.

        Na sequência deste projeto, realizamos um segundo, intitulado Ciberdemocracia. Utilizando as novas tecnologias de comunicação e informação para acompanhar as atividades do poder legislativo, não apenas da CMP, mas também as atividades do Congresso Nacional, com ênfase na bancada amazonense. Outros projetos se seguiram em sequência, culminando, inclusive, com o nosso projeto de doutoramento (veja mais na seção: Pesquisa e Extensão). Durante o período  2015-2018 tivemos que dar uma pausa na elaboração de projetos, para nos concentrar exclusivamente no projeto de doutorado. Mas após esse período, com certeza outros projetos virão.

        A internet tem se mostrado uma ferramenta importante no processo de construção de uma sociedade mais democrática, dando uma nova configuração aos espaços públicos de discussão e elaboração de leis, reinventando o fazer democrático.

        Com o tempo, percebemos que o site poderia ser utilizado também como uma ferramenta pedagógica. Aproveitamos o espaço existente neste site para disponibilizar materiais didáticos utilizados em sala de aula, para disciplinas como Introdução a Filosofia, Filosofia Política, Ciência Política, Filosofia da Educação, entre outras. E desde setembro de 2016 que o site disponibiliza, além de textos e artigos, apresentação de slides com o material didático de aulas, palestras e comunicações em eventos.

        Desta forma, este site tem sido uma ferramenta pedagógica importante de ensino, pesquisa e extensão (o tripé fundamental do ensino universitário), além de manter o propósito inicial de divulgar informações sobre atividades políticas nas mais diferentes esferas de poder, procurando contribuir de forma significativa com o processo de formação de um “novo” cidadão para o século XXI, consciente de sua realidade sócio-histórica, partícipe deste processo. 

 

Fica aqui nossos agradecimentos ao então Excelentíssimo Vereador Presidente da Câmara Municipal de Parintins (na legislatura 2009-2012), Juscelino Melo Manso, que tornou possível a viabilização do primeiro projeto (Cidadania Participativa, realizado no primeiro semestre de 2011). Sem esta visão de mundo, que preza pela transparência e pela participação popular nos trabalhos legislativos, este projeto não teria sido realizado.

 

CONTACTE-NOS

Prof. Alexsandro Medeiros

Universidade Federal do Amazonas

Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia, Campus de Parintins

Estrada Parintins/Macurany, 1805, Jacareacanga, Parintins-AM

lattes.cnpq.br/6947356140810110

email: alexsandromedeiros@ufam.edu.br

Comente o nosso website

Data: 21/05/2019

De: roosevelt fernandes

Assunto: denúncia

MUDANÇAS CLIMÁTICAS – ORIGENS E EFEITOS
O QUE A SOCIEDADE CAPIXABA PENSA SOBRE O ASSUNTO

Em pesquisa realizada – única até hoje no Estado - pelo Núcleo de Estudos em Percepção Ambiental e Social / NEPAS, grupo sem fins lucrativos, que poderá ser acessada na íntegra via www.nepas.com.br , foi avaliado o perfil da percepção ambiental da sociedade na Região da Grande Vitória (Vitória, Cariacica, Serra e Vila Velha), tendo como base 960 entrevistas, com um erro associado de mais ou menos 3%.
Apesar da temática “Mudanças Climáticas” ser do pleno interesse da sociedade, com requerimentos protocolizados junto aos Conselhos Estadual de Meio Ambiente (CONSEMA) e Estadual de Recursos Hídricos (CERH), por entidades da sociedade civil com assento nestes Conselhos (Junho de 2018 e Abril de 2019), até hoje, de forma inexplicável, nada foi feito por parte dos gestores ambientais no que se refere a convocação de reunião conjunta dos Conselhos para analisar e propor ações (corretivas e preventivas) que possam balizar a ação do Poder Público.
Merece destaque o fato de que o Fórum Capixaba de Mudanças Climáticas, criado pelo próprio Poder Público, foi desativado, também por razões desconhecidas, há alguns anos.
Quanto a pesquisa, entre outros questionamentos, foi perguntado aos entrevistados se conheciam o termo “Mudanças Climáticas”, obtendo-se respostas afirmativas em percentual que oscilou entre 18 e 23%. Para “Efeito Estufa” oscilou entre 1 e 2%, “Aquecimento Global” 17 e 22% e para “Desenvolvimento Sustentável” entre 11 e 20%, o que evidência a distância entre a sociedade e os conceitos básicos do conteúdo da pesquisa, ou seja, a necessidade de estruturar e implantar ações / programas de Educação Ambiental que cubram tais objetivos.
Foi pesquisada a causa das Mudanças Climáticas, observando-se a seguinte resposta: “devido a atividade humana” (entre 15 e 19%), questionando-se também se o Aquecimento Global (causa das Mudanças Climática seria, na visão da sociedade, um problema sério , sendo que apenas 3 a 8% dos entrevistados confirmaram o fato, o que é um fato realmente preocupante.
A ação do Poder Público foi avaliada em termos de assegurar condições para a minimização do processo de Mudanças Climáticas, sendo, por 10 a 13% dos entrevistados, consideraram como uma ação fraca e, 7 e 8%, como muito fraca.
Questionados se as instituições de ensino superior (públicas e privadas) estão preparando adequadamente os profissionais que deixam as faculdades de modo a poder enfrentar o tema Mudanças Climáticas, apenas 4 a 8% indicaram que sim.
Consultados se conheciam alguma organização não governamental (ONG) que atuasse na região onde mora, 21 a 23% disseram que não, além de acusar um reduzido acesso a sites ligados à temática ambiental (0,5 e 2% disseram que sim).
Perguntados se teriam interesse em ter maiores informações sobre o tema Mudanças Climáticas, foi observado respostas entre 5 e 8%. Quanto a Aquecimento Global as respostas oscilaram entre 9 e 11% e em relação a Efeito Estufa, 4 a 5%.
Questionados se a sociedade teria poder para exigir ações do Poder Público em relação as Mudanças Climáticas, 9 a 14% indicaram que a sociedade tem pouco poder, mas que deveria lutar para reverter esta situação, o que enfatiza ainda mais a importância da discussão do assunto no âmbito dos Conselhos.
Visando entender como a sociedade percebe os efeitos decorrentes das Mudanças Climáticas, foram observadas as seguintes respostas: “aparecimento de efeitos climáticos extremos” (8 a 15%), “elevação do nível dos mares” (11 a 17%), “derretimento das geleiras” (12 a 19%), “redução na disponibilidade de água” (4 a 12%), “desertificação” (7 a 14%), “efeitos na agricultura” (2 a 11%) e “efeitos sobre a saúde da população” (4 a 12%), contexto que caracteriza uma visão muito limitada da problemática das Mudanças Climáticas.
Consultados se participaram de alguma palestra / evento sobre o assunto, apenas 17 a 21% indicaram que sim.
Concluindo, a nosso ver, fica evidente que a inserção do tema na pauta dos Conselhos, com a urgência que se faz necessário, é uma ação inadiável.

Roosevelt Fernandes
Membro do CONSEMA e do CERH
roosevelt@ebrnet.com.br

Data: 21/05/2019

De: Sabedoria Política

Assunto: Re:denúncia

Prezado Roosevelt

agradecemos por deixar o seu alerta em nossa página

Data: 13/04/2019

De: Rogerio Leite

Assunto: Sobre o site e pergunta

Primeiramente parabeniza-lo pelo site.
A imagem de Dalai Lama com suas sabedorias, dão a exata dimensão do saber aos humanos.
Senhores, estou na fase de pesquisas na tese de conclusão de pós graduação em Ciências Politicas, que apresentarei até final de novembro desse ano.
Pergunto: Gostaria de poder disponibiliza-la à vocês. Ok.

Data: 13/04/2019

De: Sabedoria Política

Assunto: Re:Sobre o site e pergunta

Olá Rogério
teremos imensa satisfação em disponibilizar o seu trabalho de pesquisa de pós graduação no site
quando estiver finalizado, envie seu trabalho para nosso e-mail

alexsandromedeiros@ufam.edu.br

Sucesso com a pesquisa

Data: 26/03/2019

De: Yenka Nascimento

Assunto: Ano da publicação do artigo População Negra

Boa Tarde Alexsandro, primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelos maravilhosos textos e artigos publicados no site!
Gostaria de saber se possível, o ano de publicação do artigo População Negra? Sou graduanda em Serviço Social e gostei muito dessa publicação.
desde já agradeço a disponibilidade!
Abraços!
Yenka Nascimento
e-mail - yenkanascimento@gmail.com

Data: 26/03/2019

De: Alexsandro Medeiros

Assunto: Re:Ano da publicação do artigo População Negra

Olá Yenka
Agradeço por deixar aqui nos comentários sua impressão do site.
Alguns textos mais antigos estão, de fato, sem o ano de publicação. Esse q vc se refere "População Negra" é de 2015. Irei atualizar a data no site.

Abraço

Data: 20/03/2019

De: Deoclécio

Assunto: Sobre site

Parabéns Alexandre pelo excelente trabalho e a qualidade dos textos. Estarei acompanhando sistematicamente.

Data: 21/03/2019

De: Alexsandro Medeiros

Assunto: Re:Sobre site

Gratidão Deoclécio pelo seu comentário. Seja sempre bem-vindo

Data: 12/03/2019

De: Carlos Roberto

Assunto: Conselhos

Quero parabeniza-los pelo site e o seu conteúdo.

Data: 13/03/2019

De: Sabedoria Política

Assunto: Re:Conselhos

E nós agradecemos pelo seu comentário, Carlos

Itens: 1 - 10 de 93
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Novo comentário