Movimento de Mulheres Negras: um estudo histórico e analítico nas décadas de 1970 e 1980

Movimento de Mulheres Negras: um estudo histórico e analítico nas décadas de 1970 e 1980

por Ozeli Oliveira Dos Santos

Carlos Alberto Simioni

postado em nov. 2018

 

RESUMO

Temos observado que uma das características mais recorrentes nas sociedades contemporâneas têm sido as múltiplas transformações sociais, culturais e políticas, como a pluralização de identidades, novas formas de solidariedade, individualismo e a efervescência de novos movimentos. Tendo em vista esse contexto, o presente artigo apresenta a trajetória do movimento de mulheres negras no Brasil nas décadas de 1970 e 1980, em seus processos de consolidação social e político, apresentando a problemática do racismo e do sexismo como uma das principais discursões desse movimento, e como um dos principais motivos para a formação do movimento de mulheres negras, bem como uma sucinta análise dos movimentos sociais na tentativa de justificar o que motiva o aparecimento da coletividade de grupos em situação de desigualdade. Este trabalho apresenta como fundamentação teórica os autores, Alain Touraine e Axel Ronneth. Portanto, nossa intenção é que esta pesquisa colabore com os estudos que estão sendo desenvolvidos sobre movimentos sociais de mulheres negras no Brasil.

Palavras Chave: Mulheres negras. Movimento social. Racismo.

 

O artigo compleo está disponível através do link: Movimento de Mulheres Negras: um estudo histórico e analítico nas décadas de 1970 e 1980

 

Ciência Política → Políticas Públicas  → Políticas Públicas de Gênero  → Movimento de Mulheres Negras: um estudo histórico e analítico nas décadas de 1970 e 1980