Estudos e Pesquisas em Ambiente Amazônico

FONSECA, José Luiz Pereira da; HAURADOU, Gladson Rosas (Org.). Estudos e Pesquisas em Ambiente Amazônico: Temas & Tramas. 01. ed. São Paulo: Dialogar, 2018. v. 01. 189p.

 

Prefácio

A territorialidade amazônica refletida nas relações de poder, nas disputas ideológicas, nos temas e tramas da realidade sócio-histórica e nas lutas por alternativas hegemônicas de superação da ordem capitalista, nos desafia a pensar a formação acadêmica mergulhada numa práxis ético-política, em que a emancipação humana, o respeito à diversidade, a descentralização do poder e o enfrentamento às formas de dominação dos povos dos territórios rurais e urbanos, constituem-se como nortes para a transformação social.

A leitura deste importante livro suscita questões como essas e nos aproxima de referenciais teórico-práticos e de experiências sobre o Estágio Supervisionado e a Inclusão Social no contexto Amazônico. O Estágio Supervisionado nos cursos de serviço social e nas licenciaturas se consolidam historicamente para garantir qualidade à formação acadêmico-profissional, por meio do exercício teórico-prático, do conhecimento de diferentes realidades institucionais, da relação dialógica com métodos e técnicas de atuação e de investigação da realidade, que no seu conjunto tendem a contribuir, também, para o desenvolvimento de uma postura ético-política no exercício da profissão e na leitura crítica da realidade social, educacional, política e econômica.

As transformações da sociedade e os mecanismos de manutenção da ordem vigente impactam nos projetos dos cursos de formação superior e, consequentemente, nos estágios supervisionados. Espaços públicos como escolas, hospitais, creches e centros de referência de assistência social, que são campos de desenvolvimento dos estágios, também, encontram-se precarizados com a nova ordem do capital.

Entretanto, o compromisso ético-política da formação profissional é, também, com a transformação social e contra o avanço das ações e discursos neoliberais, que apoiadas pelo capital financeiro, suplantam leis trabalhistas, exploram o/a trabalhador/a, reduzem os gastos públicos com saúde, educação e assistência social, criminalizam movimentos sociais populares e organizações dos trabalhadores, e sustentam os processos de privatização. Nesse contexto, as políticas afirmativas e os avanços no direito à educação inclusiva, também, são ameaçados. A redução de gastos com a educação atinge todas as modalidades da educação.

Os referenciais teórico-metodológicos que discutem a inclusão social, neste livro, são instigantes, porque ao discutirem temas e tramas da realidade amazônica apontam para uma perspectiva comprometida com a promoção da cidadania, a luta por direitos sociais e por condições de igualdade de desenvolvimento humano. A aprendizagem, nessa perspectiva, é direcionada para pensar a pessoa em sua totalidade e como cidadã de direito. As pessoas com deficiência ou com Transtorno do Espectro do Autismo têm direito ao convívio social, a políticas de educação especial na perspectiva da inclusão e a atendimentos especializados.

Como os estágios supervisionados estão refletindo a realidade da inclusão, do enfrentamento à ordem vigente e as necessidades dos povos dos territórios amazônidas? A resposta a essa questão é um convite para pensar nossa realidade enquanto classe trabalhadora e o papel das universidades, no processo de formação de intelectuais e de profissionais comprometidos ética e politicamente com as transformações sociais e com uma outra hegemonia em que o lucro e a mercadoria não valham mais que os seres humanos.

Maria Eliane de Oliveira Vasconcelos

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará-UFPA

Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação em Ambiente Amazônico (GEPEAM)

Professora do Colegiado do Curso de Pedagogia do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ/UFAM) – Campus Parintins/Amazonas

 

SUMÁRIO    

APRESENTAÇÃO                                                                             p. 09

 

PREFÁCIO                                                                                         p. 12

 

PARTE 01 - FACES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO NO CONTEXTO AMAZÔNICO: dos limites às possibilidades      p. 14

 

 

CAPITULO I: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO CONTEXTO AMAZÔNICO E CENTRALIDADE NA FORMAÇÃO: Introdução ao tema

José Luiz Pereira da Fonseca & Gladson Rosas Hauradou            p. 15

 

CAPITULO II: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL: Discussão acerca dos desafios do processo de estágio no ICSEZ/UFAM.

Doriane Oliveira de Souza & Dayana Cury Rolim                            p. 37

 

 

 

CAPITULO III: A GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA SOB O OLHAR DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO: limites, possibilidades e perspectivas na formação docente

Dalvina Teixeira Rolim & Marinez França de Souza                        p. 53

 

 

 

CAPITULO IV: O ESTÁGIO CURRICULAR NA FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL: um debate necessário na atualidade

Liliane dos Santos Valente; Camila Cecília Mascarenhas Gibbs & Leiliane Amazonas da Silva                                                                p. 72

 

 

 

 

CAPITULO V: A CRISE DO CAPITAL DE 2007/2008 E O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NAS LICENCIATURAS DE ARTES E EDUCAÇÃO FÍSICA DO ICSEZ

Elizandra Garcia da Silva & Claudia Carnevskis                            p. 90

 

 

 

 

 

 

PARTE 02 - INCLUSÃO SOCIAL NO CONTEXTO AMAZÔNICO: políticas, ações e processos                                                       p. 102

 

 

CAPITULO VI: AS POLÍTICAS DE COTAS NO INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS EDUCAÇÃO E ZOOTECNIA - ICSEZ

Elma Viana & Elizandra Garcia da Silva                                        p. 103

 

 

 

CAPITULO VII: INCLUSÃO DA PESSOA COM SURDEZ E AS BARREIRAS LINGUÍSTICAS QUE INTERFEREM NA ESCOLARIZAÇÃO

Danilza de Souza Teixeira; Magali Aparecida de Oliveira Arnais & Michelle Carneiro Serrão                                                                p. 114

 

 

 

 

CAPITULO VIII: DIREITO À CONVIVÊNCIA SOCIAL DA PESSOA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA (TEA): Pontos para reflexão

Jussara de Jesus Machado & Gladson Rosas Hauradou                p. 131

 

 

 

CAPITULO IX: A SAÚDE AUDITIVA NO CONTEXTO DA REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA: um ensaio de integralidade na atenção à saúde no Amazonas

Gladson Rosas Hauradou & Simone Eneida Baçal de Oliveira       p. 149

 

 

 

CAPITULO X: MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: desafios para a família e instituição de educação especial em Parintins-AM

Terezinha Furtado Rodrigues Neta & Liliane dos Santos Valente    p. 171

 

 

 

 

 

Ciência Política → Livros (Coletâneas) → Estudos e Pesquisas em Ambiente Amazônico