Wi-fi na Floresta: uma comunidade rural amazônica em redes e as mudanças no espaço de sociabilidade

Wi-fi na Floresta: uma comunidade rural amazônica em redes e as mudanças no espaço de sociabilidade

Tese de doutorado apresentada no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM/UERJ).

por Soriany Simas Neves

Resumo

A pesquisa, de natureza etnográfica, investigou as mudanças nos espaços de sociabilidade de Caburi, comunidade rural amazônica a cerca de 400 km de Manaus, no Estado brasileiro do Amazonas. O estudo pretendeu entender como ocorreu a interação nos espaços sociais dessa comunidade por meio de tecnologias digitais de wi-fi, a partir do funcionamento dessa tecnologia nos moldes das praças digitais na área urbana de Parintins, Amazonas. Trata-se de um espaço de “comunidade tradicional”, que desafia as dificuldades de conexão com a cidade, e com o próprio processo de reconhecimento deles como cidadãos brasileiros. A tese, como o tema sugere, é que dispositivos conectados a uma rede wireless, wi-fi, a internet na comunidade permitiu a reconfiguração da dinâmica de comunicação dos espaços de comunidades rurais mais próximas a áreas urbanas, modificando as formas de conexão das populações ribeirinhas com a cidade, ao mesmo tempo em que usam a internet para fortalecer o modo de vida e os relacionamentos tradicionais a fim de atender as suas demandas de coletividade. Outra importante constatação foi que essa nova condição do digital confere uma percepção do espaço da comunidade “como espaço de cidade” por seus moradores, principalmente jovens, face às possibilidades de comunicação com a cidade de Parintins, antes restritas à veiculação de avisos por rádios na área urbana. A hipótese é sustentada por meio de evidências de que moradores da referida comunidade passaram a trocar informações de utilidade pública, principalmente, por meio de grupos do aplicativo WhatsApp, canal por onde circulam agora as denúncias de pouco caso com questões públicas e também fatos da vida cotidiana. É pelo aplicativo que moradores tecem redes de fortalecimento para colaboração entre amigos e parentes na mobilização de ajuda mútua para a resolução de seus problemas. É por onde se pode ver parte da paisagem fragmentada e fluída da comunidade e é onde estão também em redes.

Palavras-chave: Comunidade rural. Amazonas. Redes digitais. Mídia social. Praças digitais.

 

Faça o download da tese completa no Banco de Teses da UERJ através do link: Wi-fi na Floresta

 

Ciência Política → Políticas Públicas  → Políticas Púclias de Desenvolvimento Rural → Wi-fi na Floresta: uma comunidade rural amazônica em redes e as mudanças no espaço de sociabilidade