Filosofia da Educação II

IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

CURSO:  Pedagogia

PERÍODO LETIVO: 2020.1

TURMA: 1

DISCIPLINA: Filosofia da Educação II

SIGLA: IPP008

CARGA HORÁRIA TOTAL:  60H

CRÉDITOS: 4.4.0

TEÓRICA:  60H

PRÁTICA: 0

PRÉ-REQUISITO:

PROFESSOR:   Dr. Alexsandro Melo Medeiros

E-MAIL: alexsandromedeiros@ufam.edu.br

 
Horário das aulas teóricas:

2ª. Feira - 18h00 / 19h50; 5ª Feria - 20h00 / 21h50

As aulas serão transmitidas através da plataforma do Google Meet, em link a ser disponibilizado posteriormente.

 

EMENTA

O sentido e a tarefa da Filosofia na educação. Concepção da filosofia e da educação. A pedagogia e as grandes correntes filosóficas. Principais representantes do pensamento educacional moderno e contemporâneo. Fundamentos das teorias críticas e não críticas da Filosofia da Educação. Ideologia da educação brasileira no contexto histórico-social.

Principais representantes do pensamento filosófico e educacional moderno e contemporâneo. Filosofia da educação brasileira. Filosofia ameríndia. Filosofia, Tecnologia e Educação.

OBJETIVOS

Compreender os principais fundamentos teóricos da Filosofia da Educação, seu sentido e importância, bem como propiciar uma reflexão sobre as questões filosófico-pedagógicas e político-pedagógicas que emergem na própria atividade educadora procurando desenvolver um senso crítico a respeito dos fundamentos das principais práticas pedagógicas.

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

 

   Principais representantes do pensamento filosófico e educacional moderno:

   O Iluminismo (Texto1, Texto2), Rousseau (Texto1, Texto2), Pestalozzi

   Vídeos: 1. O Contrato Social de Rousseau; 2. Kant e o Iluminismo

Principais representantes do pensamento filosófico e educacional contemporâneo:

John Dewey, Matthew Lipman; Lipman e Dewey

Vídeos: 1. O Programa de Filosofia para Crianças de Matthew Lipman; 2. Lipman, Peirce e Sócrates; 3.Jovens Filósofas

   Filosofia da educação brasileira:

   Positivismo (Auguste Comte); Positivismo e Educação no Brasil  

   Anísio Teixeira, Paulo Freire, A Pedagogia do Oprimido (Paulo Freire)

Filosofia Indígena

Vídeos: 1. Sabedoria Indígena

   Filosofia, Tecnologia e Educação.

   ESTE TÓPICO NÃO SERÁ COBRADO NA PROVA FINAL

   (Texto 1, Texto 2, Texto 3)

 


 

PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO

Avaliação 1: Seminário e produção de vídeo

apresentação (acesse o arquivo com os critérios de avaliação do seminário)

produção de vídeos (acesse o nosso canal no YouTube para ver exemplos de vídeos produzidos)

A nota da segunda avaliação será dividida da seguinte forma: apresentação do seminário = 6,0 pts; produção do vídeo = 4,0 pts

O discente que não apresentar o seminário ou apresentar o seminário em menos de 2 minutos terá nota 0,0. O discente que não participar da elaboração/produção do vídeo terá nota 0,0.

 

Avaliação 2: Prova Escrita

dissertativa, valendo 10 pts.

 

Avaliação 1

Apresentação dos textos e participação em sala de aula (10 pts.)

 

Avaliação 2

Elaboração de um curso usando as Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (10 pts.)

 

Avaliação Final

 

1. O aluno ou aluna que não atingir a média estabelecida pela Universidade para aprovação na disciplina, deverá realizar uma prova final, que ocorrerá através dos meios tecnológicos disponíveis, com preferência para o aplicativo Telegram que, até o momento, é o que melhor tem possibilitado a realização de aulas síncronas, onde as aulas ocorrem sem grandes problemas.

2. Através deste aplicativo, será realizado uma prova oral, através de um chat de voz que será iniciado no aplicativo (do mesmo modo como acontecem as aulas síncronas).

3. O conteúdo para a avaliação da prova oral será o conteúdo estudado ao longo da disciplina e que se encontra disponível neste plano de ensino (através dos links que direcionam para os textos e videoaulas utilizados como conteúdo de aula)

4. O professor então, no dia marcado para avaliação, dará início a prova final, fazendo perguntas para os que estiverem presentes no chat, indicando o aluno ou aluna que deve responder a pergunta.

5. Para obtenção de nota, o aluno ou aluna deve responder as questões, de acordo com o conteúdo disponibilizado pelo professor.

 


 

REFERÊNCIAS (conforme o PPC do curso)

ARANHA, Maria Lucia Arruda. Filosofia da Educação. São Paulo: Moderna, 1996.

ASSMANN, Hugo. Reencantar a educação: rumo à sociedade aprendente. Petrópolis: vozes, 1998.

FULLAT, Octavi. Filosofia da Educação. Petrópolis: Vozes. 1995.

GADOTTI, Moacir. Concepção dialética da educação: um estudo introdutório. São Paulo: Cortez, 1983.

MENDES, Durmeval Trigueiro.(Coord.). Filosofia da educação brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

PAVIANI. Jayme. Problemas de filosofia da Educação. 3 ed. Caxias do Sul. EDUCS, 1986.

ROUSEAU, Jean-Jacques.  Emilio ou da educação. Tradução de Roberto Leal Ferreira. 3º ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004 – (Paidéia).

 

 

COMPLEMENTAR

DUSSEL, Enrique. La pedagógia latinoamericana. Bogotá. Lugar. Nueva América. Editorial. 1980

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 11 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GUIRALDELLI Jr, Paulo; CASTRO, Suzana de. A nova filosofia da Educação: São Paulo: Manole, 2014.

GUIRALDELLI Jr. Paulo (Org). O que é Filosofia da Educação?  Rio de Janeiro: DP&A, 2002, 3ª edição. 

JAEGER, Werner. Paideia: A formação do homem grego. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VASQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da Práxis. São Paulo: Expressão Popular. Brasi, 2007.